Aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição: qual é melhor?

Aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição: qual é melhor?
6 meses atrás

O que indica um advogado especialista em aposentadoria?

Você já conhece as novas regras da aposentadoria por idade e por tempo de serviço? Apesar de estar sempre na mídia, existem muitos brasileiros que ainda tem dúvidas sobre a aposentadoria.

É melhor se aposentar por idade ou por tempo de contribuição?

Pois bem, aqui você vai compreender de maneira clara a diferença entre as duas formas de aposentadoria e poder escolher a que preferir.  Antes de acontecer a reforma da previdência a aposentadoria por idade era concedida aos trabalhadores que eram filiados ao INSS. Para as mulheres a idade era de 60 anos e para os homens era de 65 anos. Os homens deveriam ter 15 anos de trabalho e mais 180 meses de carência, para as mulheres a única mudança era a idade que deveria ser de 60 anos, mas as regras eram as mesmas.

Depois da reforma da Previdência, os homens precisam comprovar 20 anos de contribuição ao INSS e ter 65 anos de idade. As mulheres deverão ter no mínimo 62 anos de idade, os outros requisitos são os mesmos dos homens.

“Vale lembrar que essas regras só são válidas para quem começou a contribuir depois da nova lei da previdência.”

Na aposentadoria por tempo de contribuição, será necessário que o trabalhador pague uma espécie de pedágio de 50% em relação aos anos que estão faltando para se aposentar.

Qual é o tempo de contribuição para aposentadoria por idade?

As novas regras da aposentadoria, são bem claras e pelos cálculos e regras é notório que preveem o término da aposentadoria por tempo de contribuição. A regra geral que passa a valer depois da reforma da previdência em 13/11/2019, é:

  • Idade mínima para homens é de 65 anos
  • Idade mínima para as mulheres é de 62 anos
  • O tempo de contribuição para os homens é de 20 anos
  • O tempo de contribuição para as mulheres é de 15 anos
  • Os homens que já estão na ativa terão o tempo de contribuição de 15 anos.

O problema dessa nova regra da aposentadoria relacionada aos 20 anos de contribuição, é que a média dos salários será de apenas 60% de recebimento para o aposentado. Se o trabalhador quiser se aposentar com 100% da remuneração, sempre respeitando o teto de aposentadoria que é de R$6.032,73, deverá contribuir para o INSS por 30 anos, as mulheres e os homens deverão contribuir por 40 anos.

Como calcular a aposentadoria em 2021?

O calculo da aposentadoria por tempo de contribuição é bem complexo, primeiro será feita uma média salarial somando as contribuições desde quando o trabalhador começou a contribuir para a previdência, desde o ano de 1994, ou a partir da data de início das contribuições. O trabalhador irá receber 60% da média, acrescido de mais 2% ao ano do tempo que for acima de 20 anos de contribuição, para os homens, e para as mulheres acima de 15 anos de contribuição, respeitando o limite máximo de 100%.

Onde encontrar um advogado especialista em aposentadoria?

Como você pode ver é bem complexo fazer o cálculo para a aposentadoria, por isso é importante contratar os serviços de uma advogada referência em direito previdenciário, a Drª. Christiane Lima, ela saberá fazer o cálculo de forma correta, tanto para a aposentadoria por tempo de contribuição, quanto para a aposentadoria por idade.